Nossa história

Zé Orlando tem mais de 30 anos dedicado a música, sendo 23 anos, exclusivamente ao reggae como cantor e percussionista na banda Tribo de Jah. Em 2009 ele deixou a Referida Banda para formar a banda PEDRA RARA.
Em 2015 lançou o seu primeiro CD “Ônix”. “Um Zé que vive por este mundo levando mensagens em forma de canção”, é assim, que ele se define.

Aos quatro anos de idade já cantava e recebia precocemente seu primeiro prêmio musical em São Luís – MA. Aos 11 anos de idade, começou a morar na Escola de Cegos de São Luís, capital do Maranhão em regime de internato e conheceu Aquiles, João, Netto Enes e Guilherme Frazão.

Atraídos pela mesma vêia musical os cinco amigos começaram a improvisar instrumentos e a “brincar de tocar”. Foram incentivados pela diretoria da Escola de Cegos, que apostando no potencial musical dos cinco alunos comprou equipamentos e instrumentos musicais para que eles começassem a tocar nos bailes que promoviam para a comunidade. Nos anos 80 já eram conhecidos na região e contratados para tocar em bailes no interior.
Em 1986 em um show na praia Ponta D’areia – São Luís MA, o radialista Fauzi Beydoun, que promovia festas, conheceu a banda formada por deficientes visuais e os convidou para formarem a Tribo de Jah. Nos 23 anos na Tribo de Jah, ele gravou Doze CDs e dois DVDs gravados ao vivo. E fez mais de 3.000 apresentações dentro e fora do Brasil e todos os continentes, dividindo o palco em grandes festivais como: Reggae Sunsplash(Jamaica), Rotomtom Sunsplash (Italia) e Montreux Jazz Festival(Suíça) com artistas consagrados como Don Carlos, Jimmy Cliff, Alpha Blondy, Misty in Roots, Gregory Isaacs, Steel pulse, Luciano, Lucky Dube, Mutabaruka, freddie Macgregor, Junior Marvin, Clinton Fearon, entre outros.

Zé Orlando com a sua vasta experiência na cena reggae sai da condição de coadjuvante na ex-banda para tomar as rédeas do seu destino na banda PEDRA RARA. Segundo passagens da Bíblia, a verdadeira pedra que Deus escolheu para fazer seu templo é o homem, fruto da sua criação e considerado a verdadeira “pedra preciosa”. A sua nova banda tocada na emanação de vibrações positivas da pedra canção que é o reggae.

Muito mais que uma proposta musical o objetivo da PEDRA RARA é também defender questões sociais e a inclusão dos deficientes no mercado de trabalho. Trata-se da concretização de uma filosofia de vida que Zé Orlando carrega consigo desde que ingressou na Escola de Cegos no Maranhão, já que um de seus objetivos será fazer um show por mês com parte da arrecadação revertida a instituições que apoiam projetos para pessoas com deficiência. “Quero o nosso reggae inspirando e conscientizando a sociedade de como é importante à inclusão social para o mundo se tornar melhor.” essa é a convicção de Zé Orlando.

Zé Orlando é um intérprete de ofício. E no primeiro CD – Ônix da PEDRA RARA contou com vários compositores brasileiros esta diversidade criativa fez o seu primeiro CD trazer uma pluralidade da concepção do fazer reggae, cheio de alegria e positividade que eleva a alma de quem os ouve.
Traz reggae em português, inglês e espanhol além de três faixas de audiodescrição para pessoas cegas gravadas em três idiomas, mostrando a sua diversidade cultural e abrangendo seu reggae para o mundo.

Linguagens